O impressionante Porsche Mission E! Um “monstro” poderoso e futurista com 600 cavalos elétricos!

Depois de ter surpreendido no Salão de Frankfurt com a estreia mundial do primeiro concept de quatro lugares totalmente elétrico da sua história, o Mission E, a Porsche anunciou que este passou à produção após 700 milhões de euros e 1.000 postos de trabalho. E que este será uma realidade “até ao final da década”.

A Porsche já confirmou: o Mission E – o seu concept 100% elétrico com 600 cv de potência, revelado em setembro, em Frankfurt – vai mesmo avançar para a produção. A marca não garante datas específicas, mas afirma que o carro estará no mercado “no final da década”.

O investimento da Porche deverá rondar os 700 milhões de euros e criar cerca de um milhar de postos de trabalho, já que os planos incluem a produção dos motores elétricos pela própria marca, em concreto nas instalações de Zuffenhausen.

Com um motor elétrico em cada um dois eixos, uma performance a apontar para os 3,5 segundos dos zero aos cem Km/h, autonomia para 500 quilómetros e cerca de 80% da capacidade das baterias com apenas 15 minutos de carga, o Mission E deverá – tudo indica – estabelecer novas referências na indústria automóvel.

Para Oliver Blume, presidente do conselho executivo da marca, estamos, aliás, a falar de muito mais do que apenas novas referências: “O Porsche Mission E será o início de um novo capítulo da história dos automóveis desportivos.”

porsche_mission_e_4

Dois motores magnéticos permanentemente síncronos (PMSM) idênticos aos utilizados no 919 Hybrid que venceu em Le Mans produzem conjuntamente mais de 600 cv e “catapultam” o Mission E até aos 100 Km/h em apenas 3,5 segundos. Zero aos duzentos: menos de 12 segundos.

Mas a potência não é tudo aqui. Bastam, por exemplo, 15 minutos de carga para obter 80% da energia elétrica que permite estes números e garante uma autonomia para 400 quilómetros. Com uma carga completa, o Mission E tem uma autonomia estimada em 500 quilómetros. Tudo isto é possível, segundo a marca, pela utilização de um sistema de 800 volt, que duplica a voltagem habitual nos veículos elétricos convencionais.

A ajudar à performance está o sistema de tração integral com Porsche Vectoring, que distribui automaticamente o binário por cada uma das quatro rodas direcionais – estas para “maior precisão e comportamento desportivo”, diz a Porsche.

Com apenas 1,30 m de atura, um design “emocional” com todo o DNA Porsche, uma aerodinâmica ativa e um centro de gravidade muito baixo para uma dinâmica de condução desportiva, o Mission E tem uma carroçaria em fibra de carbono e polímero reforçado, com faróis LED de quatro pontos de luz à frente

No perfil, destaque para as jantes de design inovador de 21” e 22”, para a ausência do pilar B e a abertura das portas traseiras no sentido oposto (para trás), para melhor acesso ao habitáculo. Espelhos retrovisores não há; apenas duas câmaras disfarçadas em cada uma das laterais do veículo. Atrás, sobressai a faixa de luz continua e o logotipo Porsche tridimensional.

No interior, muito espaço, design minimalista, bancos desportivos nos quatro lugares individuais e comandos intuitivos controlados de forma gestual e visual. Sensores de observação visual detetam para onde o condutor está a olhar e pré-ativam os menus de cada comando, e um visor holográfico “empilha” as aplicações selecionáveis pelo condutor; este pode então “agarrar” para selecionar” ou “puxar” para controlar. Muito à frente…

É possível também configurar todos os parâmetros do carro a partir de um tablet com a app Porsche Car Connect e existe até uma “chave digital” para abrir o veículo.

Futurista e inovador, o Mission E é um “tributo ao amanhã”, sublinha a marca.

Vê a seguir as imagens, e depois um vídeo da sua apresentação no Salão de Frankfurt:

Fonte: topgear.com.pt

Vais Gostar de Ver:


Comentários:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.